Calculando minha nota no Enem

Com a TRI, não basta apenas contar o número de acertos e erros da sua prova

O ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) nasceu em 1998. Seu principal objetivo é avaliar o conhecimento dos concluintes do Ensino Médio nas quatro áreas do conhecimento (Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática), e em uma redação.

O exame é composto por 180 questões de múltipla escolha divididas em dois cadernos com 90 questões, cada um realizado em um dia. No segundo dia, além das questões, os alunos devem criar um texto dissertativo-argumentativo, com temas pré-definidos. O INEP ( Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) é responsável pela provas e análises dos resultados. O gabarito oficial é divulgado 3 dias após a realização das provas e resultado final, com a pontuação de quem fez a prova, após 2 meses.

Estudantes

A Tuneduc, em parceria com a Folha, criou o app Quero Minha Nota!, que permite aos estudantes conhecer a nota no ENEM antes mesmo do INEP divulgar o gabarito oficial. O app está disponível nas plataformas Android e iOS e, após o download e preenchimento do gabarito, é possível visualizar a estimativa da nota em minutos.

Mas porque é tão complicado saber minha nota do ENEM?

Essa é uma pergunta bastante comum e a resposta não é das mais simples. Mas calma! Vamos explicar de um jeito amigável como funciona a teoria que fundamenta este exame e, no final, ainda vamos oferecer um guia para entender o que sua nota representa em termos de conhecimento e quais são as portas que ela vai abrir para você.

Vamos lá!

Como é medido o resultado do Enem?

Por meio de uma metodologia de avaliação super avançada, as provas do ENEM avaliam da forma mais justa possível as habilidade e competências que você domina.

Para fazer isso, o INEP utiliza uma metodologia que é apelidada de TRI (Teoria de Resposta ao Item). Como essa metodologia quer ser justa, a dificuldade das questões não depende de quem as cria. As questões que você respondeu no dia da prova foram testadas anteriormente e submetidas a uma série de parâmetros de formulação. Só assim é possível determinar se uma questão é fácil, média ou difícil, se ela de fato distingue pessoas que dominam ou não dominam uma determinada habilidade e se elas não têm pegadinhas ou facilitam o acerto na base do chute. É só depois de passar por esse processo que uma questão torna-se um item (nome dado às questões do ENEM).

Isso quer dizer que os itens têm graus de dificuldade diferentes e por isso sua nota não depende somente do número de questões que você acertou. As questões que mais pessoas acertam são as fáceis e conforme elas vão ficando mais difíceis, menos pessoas as acertam. É por isso que dizem que não adianta acertar várias difíceis e errar as fáceis e médias. A sua nota depende do seu padrão de respostas, isso é, se você fez um caminho coerente ou não na prova. Essa é uma das razões pelas quais chamam o ENEM de prova anti-chute.

De acordo com os itens utilizados na prova de 2016, essas foram as nota mínimas e máximas atingidas:

Área Menor nota Maior nota
Ciências da Natureza e suas Tecnologias 316,5 871,3
Ciências Humanas e suas Tecnologias 317,4 859,1
Linguagens, Códigos e suas Tecnologias 287,5 846,48
Matemática e suas Tecnologias 309,7 991,5

Se você tem dúvidas sobre o app, leia o nosso FAQ.